domingo, 19 de novembro de 2017



Confira abaixo a programação do ROÇAdeira | Sessão 3#re_Quebra e não perca o requebrado, porque o babado vai ser forte! 



SEXTA-FEIRA

16h
Local: Setor Pedro Ludovico | Terminal Isidória
- Sísifo | Fransuel Becker (GO)
- Deixa-me ouvir seu coração | Naldo Martins (AP)

17h
Local: Setor Pedro Ludovico | Trajeto - Terminal Isidória > Av. 2ª Radial > Rua 1015 > Praça do Esporte
- Encontro Secreto | Hélio Tafner (GO)
- Tatuagem: temporalidades revividas | Denis Casima (TO)

18h
Local: Setor Pedro Ludovico | Praça do Esporte (Rua 1015, S/N)
- Assessoria de Ajustes e Reparos | Iago Araújo,Deep Alpa e Rastro (GO)
- Sind-Lauper (GO)
- Bulacha (GO)
- Marú (GO)

20h
Local: Setor Pedro Ludovico | Oficina Cultural Geppetto (Rua 1013, 467)
- Cucurucucu ou a rua que habita em mim | Flor de Pequi (GO)
- Instruções para CORTE Undercut | Anna Behatriz (GO)
- Guarda-volume | Gilson Andrade (GO)
- Expurgo | Cássia Nunes (GO)
- Exibição dos vídeos:
Starnight | Ricardo Alvarenga, Yuji Kodato, Luana Diniz, Lucas Vidal e Bruna Freitas (MG)
SKADI | Paulo Aureliano da Mata (POR)
História de rio | Maíra Vaz Valente (SP)
Estudo 3 : Salobro - contaminações sobre o rio | Cris Nogueira (AP)
3Corpo-porto | Coletivo Tensoativo (AP)
Dócio - animal doméstico | Letícia Maia (SP)
Chá de Cinzas | Mônica Galvão (SP)
Por que nu? | Coletivo Bunker (GO)
Eu, robô | Sara não tem nome (MG)


SÁBADO

09h
Local: Centro | Trajeto - Praça Cívica > Av. Goiás
- Viada (be)rrante | Matheus Ka Opa (DF)
- (IN)visibilidade | Rafael Barros (RO)
- (RE)TALHAR | Zé Pereira (GO)
- Oficina de Nudismo | Natasha de Albuquerque (DF)
- Espero que chova | Embrionário In_existente (DF)

12h-13h
Local: Centro | Partindo da Estação de ônibus - Plataforma da Rua 8
- Eixão Temático - Fala pública no coletivo
- Piolhentos | Iago Araújo, Camila Ribeiro, Geovane Santos, Rhamon Carvalho, Rafaela Vaz e Job Ravo (GO)

21h - FESTA Saçarica na pista, vai! 
Local: Conjunto Itatiaia | Cabaret Voltaire (Rua 8, quadra 51 lote 07)
- Performance A Construção da Masculinidade | Filipe Porto (TO)
- Show Lorranna Santos (GO)
- Performance Cajado | Betina (AP)
- Performance Mulher sobre o Torno | Ana Reis (GO)
- DJ Anarcotrans (GO)
- Show O Culto das Malditas (DF)
- DJ Avá Canoeiro (GO)
- DJ Igor Zargov (GO)
- Instalação Sombras Agredidas | Yara Pina (GO)
- Flash Tatto com Deep Alpa
- Exibição dos vídeos:
Starnight | Ricardo Alvarenga, Yuji Kodato, Luana Diniz, Lucas Vidal e Bruna Freitas (MG)
Sem título | Ianni Luna (DF)
Babadeira | jardim&quatorial (SP)
Faloexibicionismo | Thomaz Saunders (CE)
Eu ainda sei como amar | Rodrigo Amor Experimental (SP)
Lagarta do fogo | Tzitzi Barrantes e Maria Eugênia Matricardi (COL/DF)
INTENTO 6098 - Manifesto Frágil do Projeto Corpo Intruso | Estela Laponi (SP)
Colocados e Perdidos - 08MMX, 11MMX e 12MMX | Fernando Hermógenes (MG)

quarta-feira, 15 de novembro de 2017

Agradecemos demais a todas que mandaram propostas para o ROÇAdeira - Sessão 3#re_Quebra!

Se liga nos nomes das artistas que vão roçar e requebrar gostoso aqui no Goyáz!!!

Esperamos a confirmação das participações pelo e-mail encontrosperformaticos@gmail.com

Saçarica, vai!


sexta-feira, 20 de outubro de 2017

Sessão 3#re_Quebra


CONVOCATÓRIA



O ROÇAdeira: Encontros Performáticos em Lugares Improváveis convoca artistas para participarem da sua terceira edição em Goiânia|GO nos dias 24, 25 e 26 de novembro de 2017.

Em tempos de reviravoltas políticas, repressões às artes, golpes, injustiças cotidianas, machismo, homofobia, transfobia e racismo transbordando por todos os lados, nos mostrando que ainda vivemos em uma sociedade patriarcal colonizada, propomos um ajuntamento pra descer a botina durante a Sessão 3#re_Quebra. Se tudo já está quebrado, como nos fala Jota Mombaça*, então tornamos a quebrar e requebrar na cara dos conservadores hipócritas, embaralhando as peças do quebra-cabeça da normatização social. A gente se joga na quebradeira, se cura de um quebranto, quebra coco na encruza, toma um chá de quebra pedra, quebra um galho pra quem precisa, se dobra e se redobra, se rompe, se parte e requebra, porque uma vez só não basta.

Se você ficou afim desse rolê, saiba que o evento é independente e quebrado de grana. Vontade de fazer existe de sobra e a hospedagem é solidária**. É só chegar chegando no desejo do encontro, da quebra de conceitos e modos de existir, sem desconsiderar as diferenças que nos constituem. Estamos abertas a propostas de performance, composição urbana (CU)*** e vídeo. A convocatória fica aberta até o dia 05 de novembro e a divulgação dos roçantes será no dia 08 no blog www.encontrosperformaticos.blogspot.com.br.

Para enviar sua proposta, é só preencher os vazios aqui.


_______________
* Jota Mombaça é ensaísta e performer, bicha não binária, nascida e criada no Nordeste do Brasil, que escreve, performa e faz estudos acadêmicos em torno das relações entre monstruosidade e humanidade, fim de mundo, justiça anti-colonial, redistribuição da violência, ficção visionária e tensões entre ética, estética, arte e política nas produções de conhecimentos do sul-do-sul globalizado. (currículo disponível em <http://festivalsilencio.com/wp/jota-mombaca/>)

**Como o ROÇAdeira é um evento independente, colaborativo e quebrado, não podemos nos responsabilizar por toda a logística e custos de montagem dos trabalhos. No entanto, nos comprometemos a apoiar os artistas na medida do possível para viabilizar a realização de suas propostas. 

*** Composição Urbana (CU) é o termo usado pelo Corpos Informáticos (Brasília-DF) para se referir a trabalhos realizados no espaço público. Segundo Natasha de Albuquerque e Bia Medeiros “composição urbana não interfere nem intervém, compõe e decompõe com o corpo próprio, com o corpo do outro, com o espaço público, com a internet.”
(“Composição Urbana: Supressão e Fuleragem” disponível em <www.periodicos.unb.br/index.php/metagraphias/article/download/23485/17206> )